E. E. A. L – Educação Experiencial ao Ar Livre

O que é: Os objetivos e o planejamento dos programas são acordados juntamente com a escola ou grupo e visam complemento e reforço do trabalho institucional. Fundamentados na educação experiencial, os programas voltados aos escolares articulam atividades que possibilitam o exercício e desenvolvimento de várias habilidades e valores, como:

  • Flexibilidade;
  • Autossuficiência;
  • Superação de obstáculos;
  • Convívio com a diversidade;
  • Reconhecimento de potenciais;Superação de dificuldades pessoais;
  • Comunicação;
  • Liderança;
  • Trabalho em equipe.

O Programa EE.A.L – Educação Experiencial ao Ar Livre tem como fundamento ações que contemplem bem-estar e envolvimento, por meio do contato com a natureza.

Além de proporcionar momentos de lazer e entretenimento e trabalhar maturidade, autoestima e autoconfiança, a proposta proporciona ambiente favorável ao fortalecimento de vínculos entre alunos e professores, integração entre equipes/grupos diversos e desenvolvimento de valores éticos e socioambientais.

A integração por meio do contato com a natureza, onde atividades ao ar livre proporcionam momentos de entretenimento e lazer, estimulando competências individuais e reforçando atitudes coletivas. É possível ainda incrementar as atividades de acordo com uma necessidade específica da grupo (escolas, professores, associações, profissionais de diversas áreas)

As ações são elaboradas para refletir os desafios de se trabalhar e viver em grupo, criando e implementando situações cuidadosamente planejadas. Após cada exercício, os instrutores da TARTARUGAS incitam discussões que ajudam os participantes a relacionar estes desafios às circunstâncias pertinentes em suas vidas.

As atividades propostas poderão ter como objetivo uma situação extraclasse, outdoors de entretenimento e lazer, como também são capazes de abordar, de maneira alternativa, temáticas curriculares e estimular habilidades específicas de cada faixa etária, ou grupo específico.

Os programas podem ter duração de 4 horas ou até mesmo de dias, conforme a formatação necessária. Instrutores altamente capacitados auxiliam o grupo a percorrer trajetos em ambientes naturais, transferindo-lhes gradativamente as responsabilidades e decisões e neste contexto, muitos conteúdos são abordados e desenvolvidos. Solidariedade, responsabilidade, educação ambiental, autoconhecimento, liderança, cuidados com a saúde, autossuficiência, superação de obstáculos, trabalho em equipe, interação e comunicação estão entre os conteúdos explorados, respeitando características individuais e coletivas.

Atividades propostas:

  • Atividade de superação, na prática do arvorismo, em um percurso cuidadosamente estruturado;
  • Palestra ou workshops com consultores especializados (ecologistas, biólogos, psicólogos, nutricionistas, mentores de diversas áreas do conhecimento);
  • Contação de histórias, com narrativas temáticas;
  • Trilhas com guiamento especializado;
  • Visitas a produtores orgânicos;
  • Brincadeiras de criança;
  • Cantigas de Roda;
  • Roda de conversas;
  • Visitas guiadas à pontos turísticos representativos da região;
  • Pic-nic na Mata Atlântica.

Cada projeto e cada grupo tem seu planejamento organizado da melhor maneira de atender suas necessidades e expectativas. O programa E. E. A. L – Educação Experiencial ao Ar Livre é um projeto de construção conjunta, visando o coletivo, com respeito ao indivíduo.

Entre em contato e saiba o que a Tartarugas Turismo de Aventura pode oferecer para seu grupo, de acordo com suas especificidades. Venha construir conosco um mundo melhor para todos!

“É disso que trata a educação experiencial: mobilizar e estimular a energia das pessoas e induzi-las a uma espiral positiva que dá origem à aprendizagem significativa. Somente assim podemos organizar ambientes e escolas mais eficazes e fortes o suficiente para encarar o desafio da educação: o desenvolvimento de (futuros) adultos, autoconfiantes e mentalmente saudáveis, curiosos e exploradores, expressivos e comunicativos, imaginativos e criativos, cheios de iniciativa, bem organizados, com intuição exacerbada sobre seu mundo físico e social e com sentimento de pertença e conexão ao universo e a todas as criaturas!”

FERRE LAEVERS – Professor doutor do Centro de Pesquisas em Educação Experimental da Universidade de Leuven, Bélgica.

Fonte: LEAVERS, FERRE. Fundamentos da Educação Experiencial: Bem-estar e envolvimento infantil: Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 25, n. 58, p. 152-185, maio/ago. 2014