Você Já Fez Rafting no Rio Cubatão do Sul?

Você Já Fez Rafting no Rio Cubatão do Sul?

Rafting no Rio Cubatão do Sul

São diversas quedas d’água que desafiam os aventureiros amadores e profissionais a encararem suas corredeiras. O Rafting no Rio Cubatão do Sul é um dos expoentes do turismo de aventura, da Grande Florianópolis, e um dos principais destinos para quem deseja descer por suas águas no rafting.

O rafting, inclusive, é uma das atividades que mais concentram benefícios para o corpo de seus praticantes. E, se você deseja saber como esse desafio envolto em adrenalina pode dar novos significados à sua rotina, nós elaboramos este post.

Continue com a leitura deste artigo e confira como o rafting pelo rio Cubatão do Sul deve fazer parte de seu itinerário de aventuras!

Os diferenciais do Rafting no Rio Cubatão do Sul

A Grande Florianópolis tem crescido exponencialmente entre os adeptos do turismo de aventura. E muito disso se deve aos atrativos naturais do rio Cubatão do Sul.

O local conserva corredeiras e quedas que desafiam iniciantes e veteranos no rafting, entre outras atividades aquáticas, como o canionismo — que se passa no rio Forquilhas, um dos afluentes do rio Cubatão do Sul.

Sua bacia é banhada por um rio que corta toda a região — com 738 km² —, dos quais pouco menos do que a metade de sua totalidade pertencem ao Parque Estadual da Serra do Tabuleiro. Não por coincidência, outro local atrativo para o turismo de aventura.

Vale apontar, ainda, que o rio Cubatão do Sul corresponde ao abastecimento de cinco municípios da região metropolitana (como a capital do Estado, São José, Palhoça e Biguaçu), o que apenas destaca a sua relevância para toda a Grande Florianópolis.

As corredeiras do Rio Cubatão do Sul

Os desbravadores encontram desafios diversos, durante o Rafting no Rio Cubatão do Sul. E, em parte, isso ocorre pela amplitude de atrativos encontrados na região. Entre as principais corredeiras, destacamos as seguintes:

  • Salto;
  • Borbulhas;
  • Americana;
  • Calcanhar da Imperatriz;
  • Corredor;
  • Saco;
  • Corredeira do S;
  • High Side;
  • Criancinhas.

Com isso, já dá para ter uma boa ideia do quanto o esporte de aventura é beneficiado por essas corredeiras tão belas quanto desafiadoras, não é mesmo? O destaque vai para o rafting e, a seguir, vamos falar um pouco mais a respeito dessa modalidade.

O que é rafting e quais são seus benefícios

Praticar esportes de aventura trazem diferentes benefícios aos seus praticantes. Só de estar em contato com a natureza, ao ar livre, já ajuda a deixar nas corredeiras o estresse e tensão acumulados.

Só que toda a adrenalina da prática desse tipo de atividade também se traduz em benefícios para o corpo, sabia? No caso do rafting, as remadas e controle para o bote inflável não virar correspondem a uma ótima sessão de exercícios.

A começar pelo condicionamento físico, amplamente trabalhado por ser uma atividade completa, praticamente. Com isso, os praticantes exercitam:

  • Abdômen;
  • Bíceps;
  • Ombros;
  • Pernas;
  • Trapézio.

Além disso, é um trabalho coletivo, no qual a equipe compartilha a confiança no próximo, sendo determinante para que o desafio seja conquistado, ao final do passeio.E então, deu para entender, agora, como o rafting é uma prática benéfica em múltiplos sentidos — e como o rio Cubatão do Sul é o cenário ideal para você e seus amigos ou familiares se especializarem nessa prazerosa atividade? Então, confira a variedade de passeios que temos para você conhecer cada detalhe da Grande Florianópolis!

Comentários

Deixe uma resposta