Categoria: Turismo de Natureza

Enfim, estreei no rapel! Também conhecido como cachoeirismo. É esporte para corajosos, constatei. Numa bela tarde ensolarada aceitei o convite dos amigos e guias da Tartarugas – turismo de aventura – para viver a experiência de atividade radical mais desafiadora de toda a minha vida. Cenário O local escolhido, a cachoeira da Ressureição, é bem

Olá! A inspiração deste texto é o frio que chegou. Neste agora estamos em pleno julho e o clima temperou intensamente nos últimos dias, convidando ao recolhimento e aos agasalhos quentinhos. A preguiça chegou com o inverno e penso na lentidão dos movimentos. O tempo fica devagar. Desejo muita cama e bons filmes. Mas tenho

Olá! Refleti bastante para escolher o tema desta semana. Parei para me escutar profundamente e senti de escrever sobre aventuras (claro!), saúde e felicidade. Temas bastante presentes nas minhas conversas, seja por vontade própria ou do interlocutor. Tenho dedicado os últimos 7 anos da minha vida a estar bem e a fazer o melhor para

Olá! Começo agradecendo a mais esta oportunidade de compartilhar saberes da vida a partir das minhas experiências. Praticar atividades ao ar livre me inspira a gostar cada vez mais desta rotina de trabalho e contato com a natureza. Também cresce a vontade de ver mais pessoas chegando a este universo da eco aventura. Pensando em segurança

    Olá! Voltei muito contente com os “lovebacks” do primeiro escrito. Agradeço e sigo confiante e corajosa. Tenho para compartilhar um pouco mais de aventura. Uma caminhada à cachoeira do Rio Vermelho, ponto de turismo ecológico no Parque da Serra do Tabuleiro. Fomos em 6. Meu filho, claro, estava presente me incentivando. Pensei num

Olá! Me chamo Fernanda Wilman, tenho 36 anos, sou jornalista, cozinheira, mãe, esposa, aventureira e tantas outras facetas. Fui convidada pelo amigo Guilherme, líder da Tartarugas-turismo de aventura, a escrever para o blog. Aceitei dizendo curtir a idéia. E também fiquei tensa! O coração disparou, a mão suou, pois estava afastada do jornalismo há algum

Arvorismo em Florianopolis para Deficientes Visuais Grupo praticou tirolesa, arvorismo e paredão de escalada, em Santo Amaro da Imperatriz – Grande Florianópolis Com o olfato e a audição mais aguçados foi possível descrever mentalmente o local rodeado de mata nativa. Em meio ao barulho das folhas das árvores, um grupo de 17 deficientes visuais superou